Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

15.04.19

Review | Harry Potter e o Cálice de Fogo

Já sentia falta de viajar até Hogwarts, confesso. No compasso de espera para um regresso ao universo fantástico que a J. K. Rowling tão bem criou, fui vendo os primeiros filmes. Imprescindível para me recordar de pormenores importantes, mas não cruciais. Agora regresso ao choque da realidade, mas com o objetivo de terminar a saga ainda este ano.   A verdade é que estava mesmo a precisar de sair da rotina. E viajar por entre dragões, feiticeiros, campos de Quidditch e ainda ter a (...)
09.04.18

Review | Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Vou fazer uma pausa na saga do Harry Potter. Embora este não tenha sido o meu livro preferido, continuo a querer ler os restantes livros, e ver todos os filmes. Mas estou a precisar de voltar às origens. E tenho alguns livros na estante que estão a chamar por mim. Preciso de voltar à rotina do quotidiano com os meus thrillers, ou com um livro mais pesado como o Ensaio sobre a Cegueira.   J.K. Rowling escreve livros de fantasia como ninguém. Não que tenha lido muitos livros deste (...)
26.03.18

Review | Harry Potter e a Câmara dos Segredos

Ora aí está, Harry Potter e a Câmara dos Segredos também me conquistou. J.K. Rowling é perita na arte de escrever fantasia. Porque consegue captar a atenção de miúdos e graúdos. A descrição que faz dos lugares é perfeita, conseguindo transportar-nos até lá, mesmo sem termos qualquer ideia de como serão. Os filmes farão a sua parte. E a lista de locais a visitar, aumentará. Quero conhecer grande parte dos locais onde J.K. Rowling se inspirou.    Uma vez mais, a família Weasly não me desiludiu. Uma das famílias mais antigas de feiticeiros, com uma humildade de fazer inveja a qualquer um. A Ginny será uma querida, mas tem pouco destaque. O Percy irrita-me. Já o George e o Fred são a melhor dupla de sempre, que me (...)
14.03.18

Review | Harry Potter e a Pedra Filosofal

Nunca digas nunca. E ter dado uma oportunidade à J.K. Rowling e ao Harry Potter até foi uma boa surpresa. Não que a fantasia tenha passado a ser o meu género literário de eleição. Longe disso. Nem sequer devorei o livro em menos de uma semana. Mas já terminei o segundo. E o terceiro já está na minha mesa de cabeceira. Tenho dois na estante. E vou querer ler todos.   ... vão escrever-se livros a seu respeito, todos (…) conhecerão o seu nome.”   É uma boa história (...)