Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

31.05.22

Review | A Mulher à Janela

| Com 4 ⭐︎ |

Ao começar a ler as primeiras páginas entramos numa atmosfera sombria, onde a sensação de que alguma coisa não bate certo nos arrepia a cada virar da página. Não é o facto de Anna Fox sofrer de agorafobia, não saindo de casa há dez meses. Nem tão pouco a rotina de vaguear pelos quartos do seu apartamento. É antes não sabermos o que desencadeou esta patologia. É o facto de sendo ela psicóloga infantil, automedicar-se; pior do que isso, só mesmo misturar os medicamentos com (...)
06.05.22

Review | Morte na praia

| Com 4 ⭐︎ |

Mais um policial de Agatha Christie que não desiludiu. Ou não tivesse sido ela exímia na arte de construir narrativas enigmáticas, do início ao fim. Mas, apesar da atmosfera carregada de suspense, faltou intensidade ao longo de toda a ação. Às páginas tantas, acabamos por sentir que os acontecimentos estão encadeados de forma muito pouco natural.   O primeiro policial com Hercule Poirot a assumir as rédeas de todo o mistério. E foi o suficiente para perceber que Miss Jane (...)
18.04.22

Review | O Monte dos Vendavais

| Com 4 ⭐︎ |

Mais de trinta dias em cima da mesa de cabeceira. A verdade é que já não me lembro do último livro que me ocupou tantas tardes de domingo. Nem tantas noites depois de adormecer a ver um episódio de uma qualquer série. Não comecem já a torcer o nariz ao clássico que foi considerado uma obra-prima da literatura inglesa. Foi apenas uma experiência literária muito densa e desesperante, mas digna de todo o tempo que demorou até estar concluída.   Um clássico intemporal. Um (...)
28.02.22

Review | No início eram dez

| Com 5 ⭐︎ |

Um policial perfeito. Intenso e enigmático. Uma narrativa construída de forma exímia, sem falhas. Com uma atmosfera dramática, o caminho até ao clímax é surpreendente. As mortes sucedem-se umas às outras, sem o conseguirmos antecipar. Às páginas tantas, estamos de tal forma imersos no desenrolar de todos os acontecimentos que acabamos por fazer parte do enredo. O detetive somos nós. E apesar de Agatha Christie nos colocar pistas pouco credíveis à frente do nariz, consegui (...)
14.02.22

Review | Coisas de Loucos

| Com 4 ⭐︎ |

Uma caixa de objetos abandonados no Hospital Psiquiátrico Miguel Bombarda permite a construção do retrato de oito vidas interrompidas. Oito histórias de pacientes que, ao longo de décadas, viram a sua rotina quotidiana tornar-se um verdadeiro pesadelo. Choques elétricos. Lobotomia. Ou até o coma induzido pelo excesso de insulina administrada. Assim foi a vida de todos os que foram considerados loucos, no final do século XIX e início do século XX.   Numa sociedade muito pouco (...)