Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

Ter | 31.12.19

as fotografias de 2019.

lisboa - cópia.JPG

{exposição de fotografia}

lxfactory1 - cópia.JPG

{23 primaveras}

luzzo3 - cópia.JPG

{a conclusão do mestrado merecia a melhor pizza}

nature1 - cópia.JPG

{sessões fotográficas no meio da natureza}

GroundBurguer2 - cópia.JPG

{o melhor hambúguer da vida}

gulbenkian6 - cópia.JPG

{mais sessões fotográficas}

porto2 - cópia.JPG

{Porto, parte 1}

porto8 - cópia.JPG

{Porto, parte 2}

porto11 - cópia.JPG

{Porto, parte 3}

porto36.JPG

{Porto, parte 4}

porto40.JPG

{Porto, parte 5}

costanova3 - cópia.JPG

{Costa Nova, parte 1}

costanova6 - cópia.JPG

{Costa Nova, parte 2}

heimcafe2 - cópia.JPG

{Heim Café, o melhor brunch da vida}

praia_ursa.JPG

{o verão, praia da ursa}

armação_pêra.JPG

{o verão, armação de pêra}

praia_marinha.JPG

{o verão, praia da marinha}

praia_marinha2.JPG

{o verão, praia da marinha}

espanha.JPG

{o verão, espanha}

zerozero3 - cópia.JPG

{zerozero}

baixa4 - cópia.JPG

{xmas time}

xmas.JPG

{xmas time}

beijinhos **

Ter | 17.12.19

Review | O diabo, o relojoeiro e a máquina dos sacrifícios

| Com 4 ⭐︎ |

o diabo.JPG

Sobre a literatura fantástica, é recente a sua entrada para o meu passaporte literário. Acredito que devemos sair da nossa zona de conforto, sempre. E estas experiências literárias representam não só um refúgio da realidade quotidiana, mas uma metáfora de tudo aquilo que nos rodeia.

 

Sobre o diabo, o relojoeiro e a máquina dos sacrifícios, são várias as histórias que se cruzam numa única narrativa. Histórias individuais que se misturam para construir uma nova história. E nós somos convidados a fazer parte dela. Na verdade, é o próprio relojoeiro que nos conta a sua história; a história de um homem normal, com uma vida aparentemente banal, até se cruzar com o diabo.

 

É na oficina do relojoeiro que tudo começa. Ou pelo menos, a parte da história que mais nos interessará. É ele que tem um talento extraordinário e, por isso mesmo, surge um dos pedidos mais invulgares e inesperados: a construção de uma máquina que transforme toda a maldade do mundo em energia. A máquina dos sacrifícios. E assim começa toda uma história na qual somos envolvidos, sem nos apercebermos.

 

“Onde há gente boa, há também gente má. O mundo é duro. Se as pessoas não quiserem acompanhar-te para onde as estás a conduzir, o sonho acaba por morrer. O que surge no lugar do sonho torna-se frágil e estaladiço durante um tempo, e as pessoas revelam o pior de si próprias nessas circunstâncias.”

beijinhos **