Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

Sex | 31.05.19

Bye, maio!

Mais do que qualquer outro mês, maio passou num ápice. Os dias quentes e abafados parece que chegaram e não tencionam retirar-se tão depressa. O que me agrada particularmente. A chegada do verão já se fez anunciar, mesmo que ainda não seja oficial. Os primeiros dias de praia tratam de oficializar o bom tempo. E o pé na areia não deixa margem para dúvidas. Mas a vida não é só praia, por isso, e no intervalo dos dias ótimos, demos um saltinho à World Press Photo - uma exposição com as melhores fotografias do mundo.  

maio8.JPG

O Porto recebeu-nos com toda a pompa e circunstância. Aproveitámos o melhor que tinha para nos oferecer. As casinhas às ricas coloridas da Costa Nova permitiram-se ser fotografadas vezes sem conta. Tudo para eternizar memórias. E os Ovos Moles de Aveiro deixaram a sua marca.

maio6.JPG

maio3.JPG

maio2.JPG

maio1.JPG

Experiências culinárias e gastronómicas

Até agora, maio foi o mês das experiências gastronómicas. Começámos na minha pequena cozinha, com uns scones maravilhosos. No Porto, fomos ao encontro do Il Pizzaiolo, onde descobrimos as melhores massas italianas.

maio4.JPG

E aqui por Lisboa, regressámos a alguns dos melhores sítios, com pessoas extraordinárias – o ZeroZero que nunca desilude, o Santini que tem os melhores gelados do mundo, a Amélia que é perfeita para os finais de tarde mais longos, o Italian Republic que se revela perfeito para uma refeição num centro comercial.

maio5.jpg

maio7.JPG

maio9.JPG

maio11.JPG

Mas o destaque deste mês vai para o Ground Burger, com aqueles que são os melhores hambúrgueres de Lisboa. E se quiserem saber tudo, corram até aqui.

maio12.JPG

Séries, Livros e Filmes

Sobre as séries que ocuparam os tempos livres destes dias de maio, Grey’s Anatomy aguardamos mais uma temporada cheia de clichês, mas que nunca deixamos de ver. The Good Doctor continua a surpreender, episódio após episódio. Narcos {orignal Netflix} está a tornar-se repetitiva, mas mesmo assim quero ver como termina a história de Pablo Escobar. The Society {original Netflix} ocupa as horas vagas, e viciante é a palavra certa.

 

Sobre os filmes, esses foram muito poucos. Para dizer a verdade, foram apenas dois. Harry Potter e o Cálice de Fogo que ficou muito aquém do livro. E Alladin que deve ter sido dos melhores filmes que vi até agora.

 

Para fechar o balanço de maio, A Bibliotecária de Auschwitz já não ocupa a minha mesa de cabeceira. Mas foi um dos livros que mais me marcou. E o VOX, o livro que veio da Livraria Lello, está quase a ser terminado.

maio10.JPG

E planos para junho, têm?

beijinhos **