Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

Sab | 09.03.19

Review | Um dia em dezembro

| Com 4 ⭐︎ |

book.JPG

Um romance cheio de amores e desamores. Um romance com os clichés necessários. Um romance com um certo realismo. Era só isto que eu queria enquanto procurava um livro, numa qualquer livraria {mentira, foi na Fnac, havia que aproveitar a black friday!}.

 

Foi num dia em dezembro, através da janela do autocarro que a levava de regresso a casa, que Laurie trocou o olhar mais intenso da sua vida. Com aquele que viria a ser o melhor, e o pior, da sua vida. Tinha a certeza de que não se voltaria a cruzar com ele. O que não a impediu de, durante um ano, olhar para cada paragem de autocarro, com a esperança de que ainda o encontraria.

 

Como os romances já nos vêm habituando a tal cliché, Laurie encontrou o rapaz do autocarro, quando menos esperava. Aquilo com que ela não contava, era abrir-lhe a porta, na festa da sua melhor amiga, Sarah. E Jack, o namorado de Sarah, é o rapaz do autocarro. Que a reconhece de imediato, mas finge que nada aconteceu. Durante 10 anos.

 

10 anos de amizades, amores, oportunidades perdidas, caminhos opostos e desgostos. 10 anos a viver uma quase verdade. 10 anos a esconder sentimentos, para que ninguém se magoasse. 10 anos em que se perderam oportunidades de uma vida. 10 anos em que se pensou sempre “e se tivesse sido de outra forma”. Mas não foi. E 10 anos é muito tempo para desencontros amorosos. Ou talvez seja o tempo necessário para que se possa viver o amor das nossas vidas. 

 

A verdade é que já há muito que os romances literários não me deixam sem fôlego. E este também não o conseguiu. Talvez porque não acredito no amor à primeira vista. O que eu queria, era ler um romance com um final feliz. E foi o que aconteceu. Mas nesses, eu ainda acredito.

beijinhos **