Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

Ter | 31.07.18

Bye, julho!

Julho veio com novas experiências e desafios. Julho começou com 10 dias intensos, mas os melhores do ano inteiro. Porque ter a oportunidade de se fazer aquilo de que se gosta, e ainda desfrutar de tudo aquilo que nos rodeia é o mais importante. As crianças são o melhor do mundo, e poder usufruir de 10 dias com elas, naquilo que o Praia/Campo oferece foi uma experiência muito enriquecedora e gratificante.

 

Julho permitiu-me assim ir até ao Bounce, onde saltei até não conseguir sentir mais as pernas, e onde me esfolei toda (devido à minha enorme falta de jeito, claro está!). O Jardim Zoológico continua a ser um programa perfeito, e o teleférico incluído com viagens suficientes para a vida toda (numa só tarde, foram 4 as vezes que lá andei). As Piscinas de Santarém fazem as delícias da criançada e de muito graúdos, mas não as minhas. Já os escorregas são recomendáveis a toda a malta.

julho3.jpg

Experiências Culinárias e Gastronómicas

Julho foi um mês com uma boa mesa; da minha cozinha saiu uma mousse de frutos vermelhos que estava muito boa, mas um pouco doce. Ainda houve tempo para voltar ao ZeroZero matar saudades das suas pizzas maravilhosas. E o Pasta Non Basta será sempre uma boa opção para um almoço com amigos, 'cause pizza is my soul mate.

julho4.jpg

julho9.jpg

Filmes, Séries e Livros

Julho não teve direito a pipocas, mas nem por isso deixámos de ver bons filmes. Soldado Milhões, um bom filme português que nos dá uma visão realista daquilo que foi a guerra, e os que por lá ficaram para defender a pátria. Pequenos Heróis, Grandes Sarilhos, uma boa comédia, com alguns anos, que nos faz suster a respiração para logo de seguida nos proporcionar uma gargalhada bem sonora. The Incredibles 2, um filme que nos faz regressar a uma infância feliz, recheada de bons momentos. As séries e os livros ficaram em stand by, mas agosto parece-me um bom mês para recomeçar.

 

Good days are beach days

Julho trouxe também os primeiros dias de praia, que souberam pela vida. Poder sentir a areia nos pés, e o sol nas costas é a melhor sensação do mundo. E, se por cá o tempo não andou muito convidativo, quando chegámos a Armação de Pêra, o calor brindou-nos de manhã à noite. Comemos bem, mergulhámos a custo (é verdade, este ano a água estava fria!), apanhámos muito sol, e ainda repusemos as energias necessárias. Ao fim de 6 dias, estávamos de regresso, mas não sem antes de irmos conhecer a Zambujeira do Mar, parando para almoçar no Restaurante e Marisqueira Costa Alentejana.

julho5.jpg

julho6.jpg

julho7.jpg

julho8.jpg

julho14.jpg

julho15.jpg

julho10.jpg

julho11.jpg

julho12.jpg

julho13.jpg

Para agosto há festas, praia e muito sol. E vocês, que planos têm?

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

Seg | 30.07.18

Armação de Pêra, um paraíso algarvio

O verão é um amor para a vida toda. Anseio o ano inteiro pelos dias quentes, pelas noites longas, pela areia nos pés, o sal no corpo e o sol nas costas. Armação de Pêra permite-me tudo isto, e mais qualquer coisa. Há sempre qualquer coisa nova, e há sempre uma mão cheia de recordações de anos anteriores.

armaçãopêra5.jpg

Armação de Pêra sempre foi o destino escolhido para as férias em família, quando eu ainda era uma criança amorosa. As recordações são mais do que muitas, e lembro-me de coisas escassas na memória dos meus pais. É o Camping de Armação de Pêra, com os bungalows acolhedores que me avivam a memória, e me trazem recordações tão boas e salgadas. E os grelhados acompanhados por aquele pão delicioso que lá comíamos, todos os dias, só me deixam saudades. É provavelmente a única altura do ano em que não reclamo tanto para comer peixe. O peixe fresco e de mar é o melhor que podemos comer. E as gaivotas que o digam. Sempre a rondar.

armaçãopêra17.jpg 

armaçãopêra20.jpg

armaçãopêra4.jpg

É o caminho a pé para a Praia dos Pescadores que nos abre o apetite para uma bola de Berlim (tradicional ou de alfarroba) da mais recente descoberta – o Pão da Avó. Não é uma padaria/pastelaria recente, mas só este ano a descobrimos. Ainda descobrimos as delícias de amêndoa que são boas, mas nada de extraordinário. As laranjas do Algarve são as melhores laranjas que já comi - doces e sumarentas.

armaçãopêra6.jpg

armaçãopêra8.jpg 

É a Praia de Armação de Pêra que me possibilita o cenário perfeito para descansar e repor energias. A sua beleza natural permite umas fotografias demasiado giras. Aquelas arribas deixam-nos sempre de pé atrás, mas nem por isso deixamos de contemplar aquilo que a natureza tão bem define.

armaçãopêra1.jpg

armaçãopêra15.jpg

armaçãopêra14.jpg

armaçãopêra2.jpg

armaçãopêra10.jpg 

armaçãopêra18.jpg

Armação de Pêra é uma vila pequena, mas cheia de vida, com pessoas de todos os lugares. É uma vila que tem o prazer o acolher o restaurante O Davi, com refeições bem servidas a um preço acessível. Uma caldeirada de peixe. Uns lagartinhos de porco preto. Um bife da vazia. Um bife de atum à algarvia. E ainda chocos grelhados com tinta. Para duas refeições que nos souberam pela vida toda. Quando as refeições eram mais leves, ainda havia espaço para as sobremesas d’O Pai Pinguim – um crepe com uma bola de gelado Snickers, um waffle com uma bola de gelado Stracciatella, um waffle com frutos vermelhos, um waffle com uma bola de gelado de menta, e ainda um waffle com nutela e manteiga de amendoim. Gostamos de comer bem, e aqui não há espaço para dúvidas.

armaçãopêra_davi.jpg

armaçãopêra_pinguim.jpg

6 dias que souberam a pouco, mas que foram aproveitados ao máximo. Para uma próxima visita fica o desejo de ir até à torre, e explorar as grutas.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

 

Qua | 18.07.18

ZeroZero, take 3.

Sabes quando um restaurante é realmente bom quando voltas lá duas e três vezes, e ainda queres continuar a repetir boas experiências. O ZeroZero é um destes bons restaurantes. E ainda tenho tantas pizzas e massas para experimentar. E ficam já com um spoiler – almoçar numa esplanada, num esplendido dia de verão, é só a melhor conjugação dos últimos tempos.

 

E, como a fome era tanta, desta vez cada uma comeu um prato diferente, ambos acompanhados pelo famoso e delicioso chá gelado de gengibre, hibisco, laranja e canela. Não houve espaço para a sobremesa, mas na mesa ao lado estava um Tiramisú de fazer crescer água na boca.

zerozero1.jpg

Os Raviolis de vitela e cogumelos já são vossos conhecidos. Já os tinha provado: são bons, mas nada de especial. A mãe ficou demasiado fã, e não parava de falar neles. Desejo satisfeito. A pizza Diavola foi uma experiência nova, fantástica e picante. A massa vem sempre fina e estaladiça, bem ao meu gosto. E os ingredientes são sempre frescos e numa conjugação perfeita. E eu fico sempre com saudades de Roma.

zerozero2.jpg

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

 

Qua | 11.07.18

Review | O Fabricante de Bonecas de Cracóvia

| Com 4,5 ⭐︎ |

Fabricante_Bonecas.JPG

Mais um livro sobre o Holocausto, e sobre o que foi o terror nazi. Mais um livro que nos mostra as atrocidades e desumanidades cometidas contra milhares de inocentes. Mais um livro que nos mostra a aversão e a repugnância perante uma raça. Mais um livro que, sob uma perspetiva diferente, nos mostra que muitos foram os que não conseguiram escapar à barbárie, acreditando sempre que os seus filhos, pais, netos, irmãos, tios e primos iriam conseguir sobreviver.

 

É um livro que demostra de uma forma excecional o poder do amor e do instinto de sobrevivência nos momentos mais obscuros, em que não sabemos o que nos está destinado, mas imaginamos.  É no meio da guerra e da dor infindável que tomava conta dos que iam e dos que ficavam no gueto, que surge a magia e a esperança. Porque é essa magia e esperança que mantém vivo o amor e o instinto de sobrevivência numa época em que o racismo, o medo, o ódio e a xenofobia dominavam grande parte do mundo.

 

Erich Brandt representa todos os que escolhem a crueldade e a intolerância, porque é sempre mais fácil a conformação do que a contestação. O padeiro Dombrowski representa todos os que preferem ignorar e fechar os olhos às atrocidades que acontecem à sua volta. E Cyryl, o fabricante de bonecas, representa a coragem e a compaixão de todas as pessoas que, mesmo com medo das represálias e de acabarem por ter o mesmo destino dos judeus, os ajudavam a sobreviver a mais um dia. Porque a escolha daquilo que queremos fazer é sempre nossa. E Karolina sabia disso. Porque onde há magia, há esperança.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

Seg | 09.07.18

13 qualidades

Desafio 1+3

Quando nos pedem para falar das nossas qualidade, torna-se uma tarefa difícil. E quando nos dizem que têm que ser 13 qualidades, pior ainda. Onde é que se arranjam duas mãos cheias e mais três dedos de qualidades, assim tão rápido? Pois, eu cá demorei mais de quinze dias para as encontrar a todas.

C2583AB6-0D35-4A62-B242-97FA7ACCAB00 - cópia.JPG

Sou sincera e verdadeira | Podem sempre contar com os meus pensamentos mais sinceros e verdadeiros. Nada fica por dizer, e sempre no momento certo. Comigo não há espaço para as ilusões, e consequentes desilusões.

 

Movo montanhas pelas minhas pessoas | Sempre foi assim, e sempre será. Faço o que for preciso para ver aqueles de quem gosto felizes. Faz parte da minha essência ver todos os que me rodeiam bem, e faço sempre o que está ao meu alcance, e fora dele, para que isso aconteça.

 

Sou organizada | E cada coisa tem o seu lugar específico. A organização faz parte de todas as minhas rotinas, e é imprescindível em tudo aquilo que faço. Sei sempre onde está aquilo que procuro, menos a chave de casa, que anda sempre num sítio diferente. Mas isso é inevitável.

 

Sou persistente | E não descanso enquanto não consigo atingir as metas delineadas. Faço tudo aquilo que for preciso para alcançar todos os objetivos que por mim foram definidos. Não há nada melhor do que sentir que o nosso esforço não foi em vão.

 

Tenho os pés bem assentes na terra | E apesar de sonhar demasiado, sei sempre aquilo que é exequível ou não. E é no exequível que foco todas as minhas energias.

 

Sou feliz com pouco | E esta deve ser a minha melhor qualidade, porque não preciso de grande coisa para ficar com um sorriso de orelha a orelha. Um pôr do sol. Um bom livro. Um lanche com a melhor companhia. Um pé na areia, e outro no mar. Um gelado, ou uma pizza. Ou até um simples sorriso.

 

Tenho um cabelo bem cuidado e bonito | Verdade, verdadinha. É uma das primeiras qualidades físicas apreciadas por todos os que me rodeiam, ou que comigo se cruzam. Gosto tanto do meu cabelo cor de caramelo, que é impossível não tratar dele da melhor forma.

 

Sou fiel | Aos valores e princípios pelos quais se rege a minha vida. Às pessoas que estão comigo e que querem aturar o meu feitio complicado. E não há nada, nem ninguém, que altere isso.

 

Tenho uma boa mão para doces | E um dente ainda melhor. Não é segredo nenhum que sou demasiado gulosa. Um doce de comer à colher é sempre bem vindo. E mesmo com muito que aprender, gosto bastante de ir lambendo o dedo aquando da preparação dos doces.

 

Tenho um sorriso verdadeiro | Não sorrio só porque sim. E muito menos faço fretes. Aliás, nem sequer consigo disfarçar quando não gosto de alguma coisa. A minha expressão diz tudo.

 

Encontro sempre o lado positivo de situações menos boas | Por mais difíceis que sejam. Acredito que estamos por aqui só de passagem e, por isso, é aproveitar todos os momentos ao máximo. Há sempre uma solução por detrás de uma situação menos boa.

 

Sou agradecida | Por cada nascer do sol, e por cada pôr do sol. Por todas as pessoas que ainda permanecem na minha vida. E por todas as que entram e não querem sair nunca mais. Por todos os bons momentos que se criam. E por todos os momentos menos bons que nos ensinam sempre alguma coisa.

 

Sou apaixonada | Por todas as pessoas que estão na minha vida. E por tudo aquilo que a vida tem para me oferecer.

 

// Este desafio foi lançado pela Carolina. Não tem qualquer regra, podendo ser publicado às horas que quisermos, no dia que muito bem entendermos. Ela vai lançado vários temas, e nós só temos que refletir sobre eles. Vão lá espreitar, e se gostarem da ideia, falem com ela! //

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

Pág. 1/2