Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

Seg | 30.04.18

Bye, abril!

Abril, aventuras mil! Um mês repleto de coisas boas, e novas aventuras. E começámos logo no primeiro dia do mês, com uma Páscoa diferente, mas não podia ter sido melhor. Porque a família é representa o melhor de nós. E porque somos malucos o suficiente para ir almoçar à Mealhada. E ainda tivemos oportunidade de comer um pão de ló delicioso. E até uma trança doce. Mas os doces não se ficaram pela Páscoa. De breves momentos de silêncio na minha cozinha, eis que do forno saem uns suspiros coloridos, de fazer crescer água na boca.

abril1.jpg

abril21.JPG

Abril, o mês de mais experiências gastronómicas, e todas a repetir. A Amélia, a namorada do Nicolau é um dos mais recentes spots de Lisboa, com umas tostas de manteiga de amendoim e banana deliciosas. E ainda há todo um vasto menu para descobrir. As melhores pizzas de Lisboa estão em Alvalade, no Pasta Non Basta. Porque aniversário sem pizza, nem teria o mesmo impacto. E, como há muito que já não íamos comer um hambúrguer, fomos ao The B. Temple que nos promete um hambúrguer com a carne mais saborosa de sempre. E confere, não desiludiu. Para terminar, nada melhor do que um croissant, naquela que é a melhor casa de croissants, em Lisboa. É isso mesmo, estou a falar-vos, uma vez mais, na La Boulangerie. Aquele croissant de amêndoa estava demasiado perfeito.

abril2.jpg

pasta_non_basta5.jpg

abril16.jpg

abril20.jpg 

Abril foi ainda o mês dos livros, séries e filmes. Foi urgente terminar mais um livro da parceria com a Chiado Editora, Hey Panda, Vamos Fugir?, que já estava com demasiado pó. E, como é muito pouco provável terminar um livro, sem ter outro em cima da mesa de cabeceira, eis que surge O Silêncio. Não esqueçamos as séries. Porque enquanto espero pela segunda temporada de The Good Doctor, comecei a série La Casa de Papel, cuja primeira temporada foi consumida em 3 dias. Ainda houve tempo para ver o filme do Harry Potter e a Pedra Filosofal, que soube a pouco, muito pouco. Já o Truth or Dare, foi bom, e superou as minhas expectativas de o ver com as mãos à frente dos olhos.  

abril17.jpg

E o melhor fica sempre para o fim. Abril é o melhor mês do ano. Só pelo simples facto, de ser o meu mês. Foram 22 as primaveras que comemorei este ano. E foi o melhor aniversário de sempre. Reuniu as minhas pessoas preferidas. Aquelas que nunca me abandonam. Ainda tive direito a prendas bem especiais, a um bolo estupendo, e a uma visita até a um dos meus sítios preferidos: Portinho da Arrábida.

abril7.jpg

abril10.jpg

abril11.jpg

abril12.jpg

abril13.JPG

abril14.JPG

abril15.JPG 

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

 

Qua | 25.04.18

The B. Temple

Este é o último post sobre o meu aniversário, I promise. O The B. Temple localiza-se na Rua Serpa Pinto, 10C, no Chiado. Com um ambiente à média luz, e uma decoração minimalista, mas moderna, fomos muito bem atendidas. Prometem-nos uma carne deliciosa e suculenta. Que não desiludiu, mas. Há quase sempre um, não é assim?

BTemple.jpg

O B’Cheese foi a minha escolha. Porque no que toca a hambúrgueres, não gosto de arriscar muito. E o pão brioche, um hambúrguer 100% black angus e queijo cheddar estava muito bom. A carne era realmente deliciosa, muito saborosa e suculenta. Talvez o melhor hambúrguer que comi.

 BTemple::.jpg.jpg

Acompanhou com batata doce frita em palitos. Gosto muito de batata doce frita. Não é nada saudável, pois claro. Mas, um dia não são dias. E estas estavam on point. Mas o conjunto em si, não estava WOW. Ainda ando há procura daquele hambúrguer que me faça salivar. E chorar por mais.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

Qua | 18.04.18

Pasta Non Basta

Ainda estou no mood de aniversário, sorry. E como é óbvio, no dia mais importante do ano, eu tinha de ir comer pizza. Era certo e sabido que iria escolher uma nova pizzaria em Lisboa. A Pasta Non Basta localiza-se na Rua Marquesa de Alorna, 17B, em Alvalade. Dois avisos importantes: o estacionamento é escasso, mas os transportes são muito acessíveis (tanto autocarro, como metro); convém marcar mesa, porque o espaço é relativamente pequeno.

pasta_non_basta3.jpg

Uma pizza Diavola, para mim. O molho de tomate era fresco e caseiro e, por isso, estava perfeito. E o salame não era nada picante, aguenta-se bem. A massa, aquilo que realmente diferencia as várias pizzas, estava divinal. Foi, definitivamente, a melhor pizza que já comi, em Lisboa. Esta pizza conseguiu transportar-me aos sabores de Roma, de uma forma que nenhuma outra conseguiu.

pasta_non_basta2.jpg 

Um Spaghetti alle Vongole para os pais. Um spaghetti com amêijoas, azeite, alho e coentros. Estava muito bom, com as amêijoas a dar o toque especial. Porque sabiam mesmo a mar, segundo consta. E nós bem sabemos a diferença que faz a frescura e qualidade dos ingredientes.

pasta_non_basta4.jpg

E, para terminar em beleza, pedimos uma Panna Cotta com compota de framboesas, para os três. Era suave e doce. A compota azeda dos frutos vermelhos deu-lhe a graça que a panna cotta precisava. E é assim que vou provando as sobremesas icónicas de Itália.

pasta_non_basta5.jpg

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

Seg | 16.04.18

os 22 e o bolo de aniversário.

22 primaveras foram comemoradas no passado sábado. E poder conjugar as melhores coisas da vida num só dia foi o melhor que podia ter pedido. Porque os meus pais são o melhor de mim, e tê-los ao meu lado, no dia mais importante é sempre um orgulho e uma bênção. Porque fui comer pizza, a uma das melhores pizzarias de Lisboa, como não podia deixar de ser. Porque ainda consegui ir a um sítio fantástico que me permitiu contemplar o mar e a natureza. O Portinho da Arrábida é demasiado perfeito. E, para terminar o dia da melhor forma, tive direito ao melhor bolo de aniversário de sempre.

birthday_cake.jpg

birthdaycake.jpg

Uma pavlova com dois andares. Com creme de queijo. E com um coulis de frutos vermelhos. E vocês não têm noção do quão delicioso este bolo estava. A minha mãe têm um qualquer dom escondido, que não revela a ninguém. A pavlova é tipo suspiro; assim que se mete na boca desfaz-se completamente. É mesmo boa. Para mim, resulta muito bem só assim, sem nada. E a receita já está aqui, que eu não me esqueço de vocês. O creme é alma do negócio.

birthday::cake.jpg

birthday:cake.jpg

cakebirthday.jpg

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

Sab | 14.04.18

os 22 e uma carta especial.

B9300649-0193-4451-8659-B217A931DE8A.JPG

Um brinde aos 22 anos!

E uma carta especial à pessoa que serei no futuro,

 

Os 22 anos são muito especiais e, por isso, espero que seja, uma vez mais, um momento que recordarás com muito carinho. E espero que continues a gostar de fazer anos, e de recordar tudo aquilo que mais um ano de aprendizagens e novas descobertas te proporcionou.

 

Nunca pares de sonhar, como sempre fizeste até aqui. Espero que te permitas sair da tua zona de conforto e que te aventures no desconhecido, sem nunca perderes o norte, e os valores pelos quais sempre te guiaste. Não te esqueças de que fibra és feita, e continua a lutar por aquilo que acreditas, mesmo que isso não vá de encontro ao pensamento da maioria. Já comprovaste que muitas batalhas se vencem com pensamentos positivos.

 

O sorriso será sempre a melhor arma que tens, por isso, continua a ser uma pessoa de sorriso fácil, e de riso tímido. Continua a cruzar olhares com as pessoas certas, e afasta as tóxicas. Não cries demasiadas expectativas quanto às pessoas que se cruzam na tua vida. Já chega de desilusões. Mas deixa de ser tão dura, e coração frio, com as que querem realmente entrar na tua vida para fazer a diferença. Ah, e deixa de ser tão teimosa. Dar o braço a torcer e aceitar os nossos erros faz parte, e também é saudável.

 

Espero ainda que continues a não gostar de fazer a cama, mas que mantenhas a rotina de fazer limpezas a ver o Inspetor Max, cujos episódios já sabes de cor. Continua a ler um bocadinho todas as noites, mas aventura-te em coisas diferentes. Volta a ler um bom romance, que te faça ter sonhos cor de rosa. Viaja muito, porque conhecer o mundo é um dos teus maiores sonhos. E não te esqueças da tua máquina fotográfica, para eternizar todos os momentos. E espero que já tenhas ido a todos os restaurantes da tua lista. E que tenhas visto muitos mais filmes do que os que vês agora.

 

Acima de tudo, espero que diminuas os teus defeitos e aumentes as tuas qualidades. Mas que nunca percas a força, determinação e o amor pela vida que tanto te caracteriza.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

Pág. 1/2