Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a thousand books

08.10.21

Os livros que ficaram aquém.

Normal People. Flores. A História de Uma Serva. O Homem de Giz. Paranoia. Cinco livros que ficaram aquém. Porque é inevitável que não se criem expectativas em torno de livros que são tão aclamados pela generalidade dos leitores espalhados pelo mundo. O que acontece é que nem sempre consigo extrair a essência dos livros que geram as melhores críticas. E por isso mesmo, ficam aquém das expectativas que tinha para eles.   Normal People (...)
27.09.21

Review | Segredos Obscuros

| Com 5 ⭐︎ |

Quando comprei o primeiro livro desta série policial nórdica, sabia que podia acontecer uma de duas coisas. Ou gostava demasiado e a vontade de comprar os restantes livros tinha que ser submetida a um controlo rigoroso. Ou não acharia nada de extraordinário e ficaria por ali. Acontece que, apesar de estar sem qualquer expectativa, este foi um dos melhores policiais que li até hoje. E confirma-se, a aquisição dos restantes volumes terá que ser muito controlada. Ou então não.   U (...)
10.09.21

Um brunch no Choupana Caffé.

Um brunch. A refeição de aconchego que bem podia fazer todos os dias. Porque além de muito completos, têm sempre tudo aquilo de que gosto muito. O cappuccino. O sumo natural. Um cesto de pão, com compotas. E croissants. As panquecas e o iogurte natural. Mas confesso que é a tosta quente que me faz optar pelo local do brunch. E o Choupana Caffé foi o escolhido. Um cesto com pão, um mini pão de deus, um mini croissant e um scone. Com manteiga. Compota de frutos vermelhos. E mel. Um cappucci (...)
27.08.21

Tiras de panado com amêndoa.

Mais um petisco. Que também resulta muito bem como refeição. E até como marmita. Para as tiras de frango panado com amêndoa vão precisar de frango cortado em tiras e temperado a gosto, de véspera. Amêndoas trituradas grosseiramente. Um prato com farinha. Outro com ovo batido. E ainda outro com a mistura do pão ralado com a amêndoa. As tiras de frango passam por todos os pratos, por esta ordem. A seguir, é só fritar em óleo bem quente. Uma combinação improvável, mas perfeita.
22.08.21

Review | Before the coffee gets cold

| Com 3,5 ⭐︎ |

Mais de dois meses parado na mesa de cabeceira. Mais um fenómeno literário que não me conquistou como esperava. Algures em Tóquio, num pequeno café é possível viajar no tempo. Uma experiência condicionada por algumas regras. O regresso ao presente tem que ser feito antes que o café arrefeça. Apenas é possível encontrar as pessoas que já lá estiveram. Ou a intenção de fazer alguma coisa diferente, não altera o curso do momento presente. E esta foi logo uma das premissas (...)